10.10.11

80s em grande estilo


Roland Orzabal e Curt Smith fizeram um ótimo show no Citibank Hall, no último sábado. Para o bem e para o mal, as músicas são tocadas - exatamente - como nas gravações originais. Por um lado mantém a coisa intacta - mesmo que tenham passado direto pelo solo de Advice for the Younger Heart -, mas por outro não dá espaço para improvisações, que cairiam tão bem no som do Tears for Fears. Nada que prejudique o resultado final: é um show repleto de hits e ainda com boas músicas do último disco Everybody Loves a Happy Ending. 

A banda é enxuta é competente; a dupla continua com os vocais - praticamente - impecáveis, principalmente Orzabal, que tem um timbre mais característico; e o palco é bonito com uns telões verticais e um caprichado jogo de luzes. Com esse cenário, o set caminha sem deslizes com clássicos pop como Sowing the Seeds of Love, Everybody Wants to Rule the World, Change, Mad World, (uma boa versão arrastada de) Billie Jean, Break it Down Again (já da fase só com Orzabal nos 90s), além do bis com Woman in Chains e Shout. 

Não há dúvida de que o Tears for Fears é uma das maiores bandas da década de 80. Com hits indiscutíveis e uma musicalidade acima da média das bandas da época, eles fizeram bonito ali em três discos, os primeiros, com um pop, ora descarado e 100% radiofônico, ora viajante, progressivo, beatlemaníaco... Estava tudo lá no show do último sábado. E mesmo que em alguns momentos aquilo soe datado, a (boa) música da dupla fala mais alto e vale muito.

*foto de Jean Schwarz, no show de Porto Alegre

Nenhum comentário: