25.9.11

italianas


Mike Patton surpreendeu mesmo quem achava que seria bom o seu Mondo Cane, com a Orquestra de Heliópolis, ontem no palco Sunset do Rock in Rio. Depois de um show levemente exagerado e deslocado de Milton Nascimento e Esperanza -- ele sem voz e ela sobrando com scats --, o homem de multi-projetos e cara do Faith No More chegou com sua subversão das canções italianas das décadas de 50 e 60 e fez um show espetacular. O público respondia muito bem e Patton foi longe com os jovens da orquestra que também merecem aplausos pelo belo trabalho de terem embarcado na loucura de Patton. Muita coisa do primeiro e - até agora - único álbum do Mondo Cane, como Ore d' Amore, Deep Down, Senza Fine e Il Cielo in una Stanza, e outras surpresas como uma dos Young Rascals. Na primeira noite, se salvou Elton John em meio aos seus hits incontestáveis, mas vou deixar um vídeo do Sérgio Martins dando uma geral nas atrações.


A foto pesquei no G1, do fotógrafo Alexandre Durão.

Nenhum comentário: