11.10.10

A aula do RUSH


Assim como em 2002, quando passou pelo Maracanã, o Rush deu uma aula ontem. Geddy Lee, Alex Lifeson e Neil Peart tocaram por 3 horas e mostraram uma energia invejável ao lado da já habitual técnica a favor da música, como sempre. Ótimas surpresas como Time Stand Still, Presto, Subdivisions, Stick it Out e Marathon formaram muito bem a primeira parte do set ao lado de óbvias como The Spirit Of Radio, Freewill, e repetecos do show passado como Leave That Thing Alone.

A segunda, como todos já esperavam, foi Moving Pictures, álbum de 80, na íntegra, trazendo no pacote Camera Eye, uma das grandes composições do trio, e outras pérolas como 2112 Overture/Temple of Syrinx, La Villa Strangiato e Working Man. Foi uma verdadeira aula de música e presença. No meio disso tudo, ainda teve espaço para duas músicas novas, que estarão no próximo álbum. Caravan e BU2B mostram uma banda com peso e nova, e isso é ótimo.

O Rush é uma banda que passa longe dos clichês do rock progressivo ou do heavy metal ou do hard rock - gêneros com os quais, não tem jeito, acaba sendo associada - para ser única.

Geddy, Alex e Neil, com quase 40 anos de carreira, estão em alta. É mole?

addendum: no comentário, um anônimo me informa que Moving Pictures é de 81, e não 80, como está no texto. Acabei não checando no sempre útil Allmusic e o erro passou. Acho que, por estarmos em 2010, fiquei com a data redonda na cabeça, de 30 anos do álbum. Engano meu.

2 comentários:

Anônimo disse...

Moving Pictures was actually recorded and released in 1981!

Anônimo disse...

The so-called Anonymous strikes back: I've just dug into my remastered edition of MP and it says "recorded Oct-Nov 1980, originally released Feb 1981". So I guess the truth lies somewhere between you and me, my dear...