26.6.10

MJ

Já estou na metade de Thriller. Agora pouco, olhando para a estante de cds, na hora em que passei pela letra M, o álbum meio que pediu para ser tocado. Já faz um ano que Michael subiu e, hoje, vemos que, sim, foi melhor. Não tive fôlego - nem vontade - para encarar a overdose de documentários e programas especiais na TV a cabo. Tudo já foi dito. A novidade está mesmo em This is it, que deve estar em algum horário, algum dia... Vale a pena.

Essa foto é bela. O olhar nem parece de uma criança, coisa que dizem que MJ nunca teve a oportunidade de ser. Nos cds solo, entre o grupo com os irmãos e o Off the Wall, ela está na contra-capa. Já havia me chamado atenção nos encartes e agora achei no google.

Musicalmente não há o que acrescentar. Principalmente do que fez Michael até o Bad. Depois, caindo um pouco de produção, polemizando ainda mais em outros campos, e ficando ainda mais branco, normal que as críticas aparecessem com força. Nos resta ouvir e ouvir. Não esquecendo que, ali, entre os Jackson 5 e o Off the Wall, tem ótimos discos como Got to be there e Ben. No momento, P.Y.T, uma das minhas favoritas.

Nenhum comentário: