19.5.10

Janelle Monae


Janelle Monae é uma ótima surpresa. Não consigo parar de ouvir sua Oh, Maker desde ontem, quando fui visitar seu cd The ArchAndroid, lançado essa semana e indicado por uma amiga, que sempre tem boas dicas -- depois vi que saíra no Globo, ao mesmo tempo que um amigo veio também indicar. Ou seja, já tinha algo de nova sensação. Monae, de 25 anos, está no segundo cd, dança de forma jamesbrowniana, e ainda tem carisma, sorriso e estilo, tudo que a deixa interessante como artista. Mas ainda é cedo para dizer, não consegui avançar pelo álbum, pois fiquei preso na faixa nove, essa pérola pop que já fez valer o surgimento de Monae, pra mim. A música começa quase um folk -- remeteu a um Simon & Garfunkel por segundos -- e depois entra num r&b com Monae contida até soltar a voz e subir num refrão sem cara de refrão. Já perdi a conta de quantas vezes voltei à música nessas 24 horas. Também vale a pena buscar no youtube o clipe de Tightrope ou a jazzy Peachtree Blues, que vejo ser seu primeiro single, de 2005, na sempre útil wikipedia, de onde roubei esta bela foto de Monae em ação. Espero que dure.

Nenhum comentário: