23.12.09

2010

2009 foi um ano de ótimas surpresas. Entrar aqui em listas do ano, da década, seria uma loucura, só de começar a pensar, já dá uma certa pane, muita coisa ficaria de fora. Buscando na memória recente, o ano teve ótimas surpresas nessa reta final com os novos trabalhos de Norah Jones, John Mayer e Them Crooked Vultures. Foi também o ano que o Dream Theater acertou a mão com Black Clouds & Silver Linings. O Skunk Anansie anunciou uma volta com novas músicas. Mika lançou seu segundo e ótimo álbum, mas tem a falta de sorte de ter feito uma estreia imbatível. Foi o ano que entrei no universo da Ella Fitzgerald. Adele e Maria Gadu me surpreenderam. O Maxwell voltou com o seu melhor disco. Embarquei em A love supreme de John Coltrane. Stevie Wonder, finalmente, lançou um show espetacular em dvd. Mas paro por aqui. 2010 vem aí e já tem Peter Gabriel -- com orquestra -- no forno, ou seja, não poderia existir um melhor começo. Que o próximo ano traga muita paz e boa música.

Nenhum comentário: