9.8.09

Journey e o Greatest Hits

Tenho poucos greatest hits, um deles é do Journey. Prefiro os álbuns, mas comprei esse, especialmente, porque no caso do Journey é bom também ouvir os hits enfileirados. O vocalista Steve Perry brilhava, e na parte instrumental, era aquele caso onde tudo funcionava. Depois o Journey se perdeu, tentou outras encarnações, já sem Perry, uma até interessante, há pouco tempo, com Steve Augeri cantando muito, mas era mais revival e (poucas) boas composições novas. O Journey que fez história mesmo foi com Steve Perry, de voz inconfundível, ora cantando rocks de bom gosto como Don´t Stop Believin', ora colocando voz em baladas, que beiravam o brega, como Open Arms. Tem brega no bom sentido da palavra, de bom gosto? Acho que sim. E lembro que isso até ganhou matéria/discussão no Segundo Caderno pouco tempo atrás.


Nenhum comentário: