26.10.08

Progressivo

Essa é a capa do novo disco do Karmakanic "Who´s the boss in the factory?", que é o sucessor do ótimo "Wheel of Life" de 2004.

O Karmakanic talvez seja a grande banda de rock progressivo dos últimos anos de retomada do estilo. A presença do versátil vocalista Goran Edman é um diferencial e a banda capitaneada pelo fenomenal baixista-compositor-produtor Jonas Reingold é sempre impecável.

As composições sempre longas fazem referências à era de ouro do rock progressivo dos anos 70, mas com identidade, seja Reingold com seu fretless bass, a guitarra jazzy de Krister Johnson ou os vocais soul pop de Goran Edman.
Espetacular.

<><><><>

Em outra praia, o mais novo dvd de Ivan Lins, "Saudades de Casa", é excelente. Talvez inspirado pelo dvd que participou uns anos atrás do guitarrista Lee Ritenour, Ivan fez o mesmo, filmou um ensaio e captou momentos interessantes de uma banda em estúdio.

23.10.08

MIKA


Essa é a capa do dvd novo do Mika. Sempre muito colorido, Mika volta com praticamente o mesmo repertório do dvd anterior que é focado em seu primeiro e único album "Life In Cartoon Motion". É, dois dvds para apenas um disco lançado pode parecer exagero, mas Mika tem bom gosto e dessa vez apresenta um super mega show no estádio Parc de Princes, em Paris.

"Live at Parc de Princes" sai dia 10 de novembro e tem uma música inédita chamada "Rain". Enquanto isso, Mika está em estúdio trabalhando em seu segundo disco que deve sair em 2009.

22.10.08

F.U.C.K

Nos últimos dias, Van Halen tem dominado as paradas com seu "For Unlawful Carnal Knowledge" de 1991 - esse talvez seja o melhor disco da "era Sammy Hagar". A banda nessa época era outra e a faixa "Right Now" representa bem o esse momento menos rocknroll, com mais groove e uma composição mais elaborada.

15.10.08

Cinebiografia


A figura forte de Miles e seu olhar em ótima foto.

Ao mesmo tempo que Miles parece estar totalmente concentrado num intervalo de gravação, parece também, que está (muito) distante enquanto escuta algo.


Don Cheadle - excelente ator de filmes como "Hotel Ruanda - está preparando uma cinebiografia de Miles Davis. Além da produção, Cheadle também será Miles e tem total apoio da família do músico. Um filme de Miles precisa de no mínimo 3 horas. E tomara que Cheadle consiga concluir de forma brilhante.

8.10.08

CINEMA PARADISO

O filme "Cinema Paradiso" de 1989, escrito e dirigido por Giuseppe Tornatore, é um clássico do cinema mundial e emocionante como poucos, mostrando a amizade, o amor e o amor ao cinema. O compositor italiano (G)Ennio Morricone compôs a trilha de forma brilhante, são temas cheios de sentimento, como o de "First Youth".

Ennio é um mestre das melodias e dos climas. Seu concerto ano passado num Municipal lotado foi único e inesquecível, quem esteve lá levantou para aplaudi-lo diversas vezes e Ennio retribuiu, voltando três vezes ao palco para bis.
Com mais de 300 trilhas de filmes em sua vida, Ennio também praticamente criou a ambientação de um velho oeste com suas composições para os filmes spaghetti de Sergio Leone. O tema principal de "The Good, The Band and the Ugly" é o velho oeste em forma de música

Ennio Morricone é único, um verdadeiro mestre. Hoje com 80 anos, Ennio continua morando na Itália, seu país natal, que não foi trocado pelo "paraíso do cinema", Hollywood.
Adorado por todos - o Metallica usa sua composição "Ecstasy of Gold" nos alto falantes antes de entrar no palco desde a década de 80 -, um cd foi lançado em sua homenagem ano passado com artistas como: Quincy Jones, Herbie Hancock, Eumir Deodato, Roger Waters, o próprio Metallica, Celine Dion e outros.


2.10.08

Ed em inglês

O novo disco de Ed Motta intitulado "Chapter 9" é um passo daqueles que Ed tem dado nos últimos anos, além de seus próprios modelos. Depois de uns hits-pista-de-dança como "Colombina" e outras de seus manuais para festas e afins, Ed começou a fazer coisas diferentes como em "Dwitza" - jazzístico e praticamente instrumental - e agora vem com esse disco totalmente em inglês e com sonoridade que mistura harmonias do jazz com rock e outros toques bem diversos.

Fã de Steely Dan e Led Zeppelin, Ed deixou que essas influências aparecessem muito bem em duas músicas, "The Runaways" e "Tommy Boy’s Big Mistake", respectivamente. O disco não é fácil de escutar de primeira, mas no bom sentido, em cada audição descobrimos coisas novas, arranjos novos e vocais inspirados de Ed. As músicas ficam cada vez melhores, como "The Caretaker", por exemplo, que tem uma melodia impressionante em seu "refrão".

Ed é colecionador de discos de vinil e pesquisador de música sem barreiras, seja Ennio Morricone, Soul dos anos 70, Jazz dos 60s ou Led Zeppelin. E isso faz com que tenha um diferencial, mostrado agora em "Chapter 9", seu nono disco de carreira, onde tocou todos instrumentos e como disse em entrevista recentemente, soa distante do que se tem feito no Brasil. É verdade. Viva a nova fase de Ed Motta!