8.1.08

5

O ano começou musical e diversificado.

Miles Davis "Kind of Blue" (1959) - Obra-prima de Miles. Li o livro sobre as gravações antes de ouvir e fiquei encantado nas páginas, não foi difícil acontecer o mesmo com o som. A edição é remasterizada e tem um som impecável. A abertura com "So What" já passa o recado de um disco que foi gravado em duas sessões em dois dias, com Cannonball, Paul Chambers, James Cobb, Coltrane, Wynton Kelly e Bill Evans acompanhando Miles.

Chris Cornell "Euphoria Morning" (1999) - Em outra praia, Cornell lançou um bom disco com a abertura excelente de "Can´t Change Me" e outras boas músicas, usando bem a sua voz.

Som Imaginário "Matança do Porco" (1973) - Rock Progressivo nacional e fantástico. O pianista Wagner Tiso liderou essa banda que tem nesse disco talvez suas principais composições, progressivas, grandiosas e clássicas. A música que dá nome ao disco tem uma participação vocal de Milton Nascimento imperdível.

Meat Loaf "Bat out of Hell 3" (2006) - Terceira parte da ópera-rock de Meat Loaf, o primeiro é de 77, o segundo de 92 e agora esse, que está atualizado e com boas participações como Brian May e Steve Vai. Excelente disco, bem pesado e com boas baladas, clima grandioso, meio trilha sonora meio musical da broadway. O disco tem composições de Jin Steinman como nos outros e também de Desmond Child.

Al di Meola & Leonid Agutin "Cosmopolitan Life" (2005) - O guitarrista Al Di Meola se juntou ao cantor e compositor russo Leonid Agutin para fazer um pop fusion com toque latino. O resultado é de bom gosto, leve e com boas músicas.

Nenhum comentário: