10.12.07

Sting, Summers e Copeland



A noite de sábado foi do The Police.

O Maracanã estava bonito, era possível já cedo perceber que a noite seria tranquila (pelo menos, até a saída) e de alto e bom som. Com influências descaradas no início da carreira, a banda escolhida para a abertura foi o pessoal do Paralamas do Sucesso. Com o exemplo da força de vontade de Herbert, fizeram um bom show e levantaram o público com seus hits durante quase uma hora.

Depois de um tempo de espera, entra "Get Up Stand Up" de Bob Marley nas caixas do estádio com as luzes apagadas, para depois Sting, Summers e Copeland atacarem com "Message in a Bottle" e assim conquistar o público que tomava conta do estádio, com clássicos e outras (poucas) nem tão conhecidas.

O Police fez um grande show, como era esperado, sem surpresas. O palco estava muito bonito, com muitas luzes e um telão com uma definição que nunca vi igual. Sting mostrou excelente forma, cantou muito bem, segurando alguns agudos para poder mandar outros, enquanto Copeland tocou muito no seu kit, sempre com muito vigor, e Summers é sensacional, discreto, econômico e ao mesmo tempo, presente e fundamental.

"Spirits in a Material World" e "Synchronycity I" fizeram falta, trocaria qualquer uma das duas por "De Do Do Do De Da Da Da", mas ok, grande noite.

Nenhum comentário: